Glocal – Conheçe esse conceito?

Glocal – Conheçe esse conceito?

Glocal é um conceito que começamos a ouvir recentemente e que gostaríamos de compartilhar com vocês, pois faz todo sentido nas nossas vidas. Vem da antropologia cultural, que denomina a mistura de culturas globais modernas com as locais tradicionais. Basicamente um intercâmbio entre as culturas em todas as suas modalidades. O mais legal desse conceito é que podemos aplicá-lo a tudo que nos rodeia. Nós do Folga, que somos apaixonados por viagens e rodamos um bocado pelo mundo, sempre botamos em prática essa teoria e trazemos nossas experiências vivênciadas lá fora para o dia dia, vendo as situações cotidianas com um outro olhar.

Como?
1.Observando a cidade em que moramos com olhar mais global, de turista mesmo, admirando cada canto e nos surpreendendo a cada esquina.
2.Procuramos trazer as práticas de meditação que aprendemos com os monges para nossa rotina de trabalho.
3.Praticamos o desapego às coisas materiais como aprendemos com as pessoas que conhecemos em Myanmar.
4.Trazemos o cuidado pelo espaço público assim como aprendemos na Austrália, e por aí vai.

Esse conceito pode ser aplicado de forma ainda mais simples: repare como no Brasil como a arte e a moda local é influenciada pela global. Como a cultura do país sofre cada vez mais influência de culturas de fora. Glocalização é um neologismo resultante da fusão dos termos globalização e localização. Refere-se à presença da dimensão local na produção de uma cultura global e vice versa.

O primeiro autor a explicitar a ideia de glocal no ocidente é o sociólogo Roland Robertson. Segundo ele, a palavra globalização continua sendo multidimensional, já a interação entre “global” e “local” traz uma característica de valorização das particularidades de cada lugar, dentro de um contexto maior de internacionalização e homogeneização. Por exemplo, o mesmo hidratante para rosto que encontramos no Brasil, da mesma marca,  é vendido na Ásia com adição de um produto que clareia a pele, pois a maioria dos países asiáticos admiram mulheres com a pele bem branca.

A “glocalização” não é um movimento contrário à globalização, é um movimento proveniente dela. Um influencia o outro e juntos somam para a cultural mundial. E vocês, o que acham da glocalização?

Leia também: E se o emprego não controlasse sua vida? e Medita-Ação

Author Roberta Martiniano

Empreendedora, Designer em Sustentabilidade pelo Gaia Education, gerente de projetos, publicitária, filha de artista, reikiana, aquariana, yoguini, viciada em viagens e música, ama meditação e espiritualidade. Carioca de coração, e totalmente apaixonada pela dupla sol e mar!

More posts by Roberta Martiniano

Gostou? Então deixe aqui seu comentário!