fbpx

Caronas que Inspiram – Adriano Bottas

Adriano Bottas é alto Executivo de uma multinacional no ramo de tecnologia, líder inato, aventureiro, surfista apaixonado pelo oceano e por tecnologias que tornarão o mundo um lugar melhor para se viver.

Conte um pouco sobre sua trajetória, vida pessoal e seus projetos.
Eu gosto de me descrever como um surfista apaixonado pelo oceano e por tecnologias que tornarão o mundo um lugar melhor para se viver. A minha relação com o oceano começou ainda na minha infância, somos três irmãos surfistas, e fomos acumulando muitos “brothers” dentro do mar ao longo desses anos todos. Os meus primeiros contatos com a tecnologia também começaram cedo, quando aprendi a codificar com meu pai, ainda na adolescência, logo ingressei na faculdade de engenharia eletrônica (POLI-USP), trabalhei em uma fábrica de micro-processadores e depois passei a trabalhar para uma das maiores provedoras de tecnologia do mundo. Tenho uma esposa por quem descobri um amor que nunca imaginei ser possível, e tenho hoje muita clareza do que nos faz realmente feliz. A partir disso, tentamos fazer com que tudo que não contribua para nossa felicidade, tudo que não contribua para a sustentabilidade da minha comunidade e para realização dos nossos sonhos, não tenha espaço efetivo nas nossas vidas e isso nos torna mais leves, mais focados, mais equilibrados, mais saudáveis… mais felizes.

Foto Table Montain

Como equilibra o trabalho e vida pessoal?
Eu gosto muito do que faço e tenho muito orgulho de representar a empresa para qual trabalho. Sou parte de um time de pessoas que respeito muito; conseguimos criar um esquema de trabalho onde temos uma causa comum, muita colaboração e um interesse sincero pelo sucesso do time como um todo em primeiro lugar. Isso tem uma identidade grande com a minha essência, e por isso, apesar de todos os momentos de stress e pressão, conseguimos sempre encontrar mecanismos para a descompressão e descontração.  Um ponto que valorizamos muito no trabalho é a autenticidade, as pessoas tem que te valorizar pelo que você entrega, da forma que genuinamente você é. Isso faz uma enorme diferença. Quando você não é autêntico, é como se você estivesse em um palco encenando uma peça. E por melhor que você seja, uma hora você se confunde com o texto, esquece a fala… já se você é autêntico, não tem palco, não tem texto… você é você mesmo, com todos as suas qualidades e defeitos. Tudo fica mais leve, claro, transparente, com isso você acaba canalizando a energia para o que realmente importa, sendo assim, o ambiente de trabalho começa a ser apenas uma extensão da sua vida pessoal.

O que é o Surf para você?
Apesar de morar em São Paulo, temos um apartamento no litora, para onde vamos todos os finais de semanas, é um hábito essencial para nossa saúde. Quando, por exemplo, temos algum compromisso, ou por algum outro motivo, não é possível ir para a praia, sentimos a diferença de rendimento ao longo de toda a semana. A cultura do surf é  muito fascinante, para muitos, como eu, o surf é muito mais que um esporte, o surf está na forma de falar, se vestir, na música que você ouve (muitos podem gostar de Jack Johnson, mas provavelmente apenas quem já teve a experiência de deslizar por dentro de um tubo consegue capturar a real essência de suas músicas). Eu sinto que a minha vida gira em torno do surf de alguma forma que não sei explicar ao certo, é equilíbrio, respeito, desafio, prazer, medo, adrenalina. De alguma forma, eu crio paralelos de muitas coisas da vida quando estou no outside, uma onda é diferente da outra, foram milhares delas ao longo de todos esses anos e tem algumas delas que eu simplesmente nunca vou conseguir esquecer, então espero ter a oportunidade de continuar surfando por toda minha vida.

Costa Rica - Praia Roca Bruja

De que forma acredita que seu trabalho ou seus projetos contribui para a vida das pessoas??
Eu acho que já ajudei algumas pessoas sim a darem passos importantes em suas carreiras, e inclusive, em suas vidas pessoais. Sinceramente, acho que deveria dedicar muito mais tempo nessa contribuição pessoal para a vida das pessoas. Talvez essa seja a evolução que buscarei nos próximos ciclos. De uns anos para cá, passei a dar mais valor de investimento do meu tempo para ajudar pessoas fora do meu círculo, não apenas a minha família, equipe, meus amigos, minha rede, mas buscando ir além deles, o que me fez crescer muito com esse tipo de atividade, no momento estou me dedicando à mentorização de novos profissionais, usando minha experiência para ajudá-los a se desenvolver, o mais interessante é que esse processo também me alimenta e quando você vê uma pessoa se desenvolvendo, por meio da sua ajuda, não tem preço, é muito gratificante, é algo muito novo para mim, mas que vai ser muito importante para meu próximo ciclo.

De todas as escolhas que você fez, qual delas mudou completamente o rumo da sua vida? Conte como foi.
Eu tive o privilégio de conhecer uma pessoa maravilhosa há 13 anos, que há mais de 11 anos é minha esposa. Essa provavelmente foi a decisão mais importante da minha vida. Hoje compartilho dos mesmos sonhos, frustrações, alegrias, com a pessoa que amo. E isso não tem preço. Eu também decidi ter com ela uma vida frugal. Ter um nível social um pouco abaixo das minhas reais condições, isso faz com que eu tenha um padrão de consumo mais consciente, guarde mais dinheiro para o futuro, reforce a minha independência e me faz ver que precisamos de menos do que pensamos para ser feliz. Sinto que a vida ainda me reserva muita coisa e passei a aceitar e curtir muito mais as “incertezas”. Pode parecer estranho, mas eu aprendi que o mundo tem uma característica aleatória muito maior do que se pensa. A gente acha que consegue, a partir do nosso conhecimento, modelar o fluxo das coisas e da vida… mas o tempo todo, há muito tempo, somos surpreendidos por eventos que nos jogam na cara o fato de que ainda não somos capazes de prever a maioria das coisas. Você planeja e as coisas nunca ocorrem exatamente como você imaginava. Sempre será assim. E não tem nada de errado nisso. E acho que a minha vida melhorou muito quando parei de gastar energia tentando planejar detalhadamente meu futuro, “forecastear” (prever) minha vida… e passei a concentrar meu tempo em coisas maiores, sem preconceito com eventuais falhas pelo caminho. Tenho pensado muito em como realizar meus sonhos e como aproveitar as surpresas boas que a vida ainda há de me apresentar.

adriano bottas 2

Se você tivesse 5 minutos de atenção do mundo todo para um recado que acha fundamental para a humanidade, qual seria?
Case com a pessoa que você ama e compartilhe a construção dos seus sonhos com essa pessoa. Concentre seu tempo nos seus sonhos. E nunca (em hipótese alguma) abandone a sua essência, exija o direito de ser autêntico a todo o instante, ou ao menos procure espaços e grupos onde você seja valorizado pelo que você realmente é (e nem tanto pelo que você sabe ou tem).

O que gostaria que estivesse escrito em sua lápide, quando você encerrar a sua vida neste plano que vivemos? (moral da sua história)?
Amou. Foi amado. Feliz. Fez feliz as pessoas que amou.

Compartilhe algo que inspire sua vida (artigo, texto, música, vídeo, fotos ou qualquer expressão que possa inspirar outras pessoas)
Tem alguns livros que eu li que exerceram uma influencia muito grande sobre mim, embora eu seja uma pessoa que mude de ideia com facilidade, mas um que mudou completamente minha forma de pensar foi o livro Millionaire Next Door de Thomas J. Stanley, onde fala-se da importância de levar uma vida frugal, onde ele incentiva a você adotar um nível de vida um pouco abaixo das suas reais condições, ter um padrão de vida mais simples, inclusive na sua roda de amigos, estilo de se vestir, onde morar, etc… E eu li esse livro em 2008 e de lá para cá eu e minha esposa exercemos isso muito na nossa vida, escolhemos um bairro mais barato para morar, um imóvel sob medida para nossas necessidades e nosso padrão de consumo é bem mais tranquilo, fazendo com que eu dê mais valor para a minha independência financeira, que não é só deixar de depender da ajuda financeira dos seus pais, da sua família, mas também do seu emprego, para que ele não se torne um impedimento de você realizar um sonho, um projeto, de morar em outro país. Isso mudou minha qualidade de vida, minha felicidade, embora não tenho planos nenhum de parar, porque amo o que faço, mas abrir a possibilidade de gerar escolhas na sua vida é essencial.

Outro que também sugiro a leitura é o livro Antifragile de Nassim Taleb, é muito inspirador, mostra a incrível capacidade de algumas pessoas de se tornarem ainda mais fortes após uma situação difícil, um ataque, um stress.

O que é liderança para você?
Liderança é um conceito que eu venho amadurecendo de pouco tempo para cá, eu tinha um conceito muito mais simples e hoje eu já tenho um conceito muito mais maduro, onde liderança para mim tem muito a ver com o exemplo. O que sua equipe, sua empresa, as pessoas que trabalham com você esperam de você é muito mais do que uma distribuição de tarefas, ou de atividades, ou ainda, de ordens, elas esperam um exemplo, uma referência, uma pessoa que em uma hora de dificuldade, dê apoio, segurança, confiança, e num momento positivo as pessoas tenham com quem compartilhar. Eu tenho exemplo de líderes dentro de empresas que tem isso muito forte, e com isso, o time trabalha sinceramente para o sucesso desse líder, e numa situação de dificuldade, as pessoas se desprendem de seus objetivos pessoais para ajudar esse líder. Já líderes que não tem isso muito claro, nem muito forte, correm o risco do time não estar totalmente a seu favor, por isso o líder deve ser um porto seguro e construção de um sucesso recíproco, independentemente se a situação estar boa ou ruim,  pois com um líder consciente há uma clara diferença na qualidade do trabalho, na performance de sua equipe, no clima das organizações e sua integração.

Você acredita que o Surf te ajuda a ser um líder melhor?
No meu caso, o Surf é um equilíbro da minha vida como um todo, é um lugar onde eu tenho descompressão em época de mais stress, de mais cobrança. A minha vida, de alguma forma, gira em torno dele, não tem um dia da semana, há anos, que eu não pense em surfar, coisas do dia a dia me levam a pensar em surf, no trânsito, em casa, no trabalho, me levam a pensar nisso. Eu espero a semana inteira para poder ir para a praia e quando eu não posso, eu sinto na minha saúde, humor, em tudo eu sinto a falta. O surf melhora meu desempenho em todos os sentidos. Para mim é uma peça chave, pois eu consigo ser mais criativo, paciente, atencioso, tomar decisões corretas quando estou equilibrado, então se o surf é importante para meu equilíbrio, ele é importante para todo o resto.

Você acha que o surf ajuda a ser um competidor mais ético?
Existe uma ética dentro do mar, se você não tem um protocolo de respeito, quando outro surfista já está numa onda, você não rema. Se fosse ao contrário, teríamos muita briga, o que é muito raro. Eu não sei se eu faço um paralelo consciente disso no meu trabalho, mas acredito que talvez já o faça, de forma inconsciente. Eu acho que tenho uma carreira de sucesso, sendo um dos diretores mais jovens de uma empresa global, nunca passei por cima de ninguém, nem prejudiquei ninguém, as pessoas que colaboraram para o meu sucesso, se alavancaram junto comigo, portanto acho que inconscientemente, sim, o surf pode ter me ajudado a construir isso mesmo que incoscientemente.

Alguma mensagem?
Acho que o respeito à autenticidade das pessoas, eu incentivo as pessoas a serem o que elas realmente são, com autenticidade, embora não seja fácil, pois o mais simples é fazer com que os outros trabalhem apenas com seu modelo mental, mas aí as pessoas acabam não sendo felizes, o trabalho pode ser agradável para você, mas não para todo mundo, e com isso, quem ganha? Respeitar o jeito das pessoas se vestirem, falarem, se portarem, e na vida isso é o mínimo, pois o que se espera é a amizade; e no trabalho, o resultado, por isso é tão importante respeitar a forma e cobrar e reconhecer os resultados adequadamente.

Leia outras Caronas que Inspiram AQUI! 

Author Aline Angusso

"Paulistana, espiritualista, canceriana, yoguini, ex-lutadora de boxe e eterna lutadora pela alegria, poliglota, apaixonada por músicas e mantras, alucinada por make-ups, aspirante à escritora, secretária executiva por descoberta"

More posts by Aline Angusso

Gostou? Então deixe aqui seu comentário!